Tendinite: Porque é que sofremos cada vez mais com esta patologia

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) uma em cada 100 pessoas sofre de tendinite. Esta doença caracteriza-se pela inflamação dos tendões, pode afetar qualquer pessoa e ter causas variadas.

O estilo de vida moderno acaba por ser um fator influenciador no desenvolvimento desta patologia. Esta ocorre principalmente na região dos punhos e antebraços, em muito devido ao uso excessivo do telemóvel, ou até mesmo à digitação no teclado do computador.

Neste artigo trazemos todas as informações desta doença e ajudamos a perceber as causas, sintomas e tratamento.

Tendinite: O que é e como evitar o seu aparecimento

Em termos simples, podemos definir a tendinite como uma inflamação nos tendões. Esta é caracterizada pela presença de dor e inchaço numa determinada articulação, por exemplo.

Os tendões, por sua vez, consistem em estruturas fibrosas que ligam os músculos aos ossos. A tendinite pode ocorrer em qualquer tendão presente no corpo, sendo mais comum nos ombros, punhos, joelhos, cotovelos e calcanhares.

Quais são os principais sintomas?

A tendinite, numa fase inicial, manifesta-se com uma dor localizada. Ocorre por norma no antebraço e nos punhos, e aos poucos espalha-se para os músculos à volta.

As dores vão piorando com o movimento e resultam na diminuição da força. Em casos mais graves e não tratados, tornam-se persistentes e capazes de atrofiar a musculatura.

Entre os sintomas mais comuns estão:

  • Limitação do movimento, nomeadamente dificuldade para dobrar e esticar os braços ou pernas
  • Perda de força na área inflamada
  • Calor, vermelhidão e inchaço na área afetada

Quais são as causas da tendinite?

Esta é uma doença relativamente comum, e pode estar associada a diversos fatores desencadeantes.

A sua origem pode estar ligada especialmente às seguintes situações.

1 – Esforço excessivo

Uma pessoa sedentária que repentinamente resolve praticar exercícios de forma exagerada vai forçar as articulações e tendões.

Este esforço excessivo desgasta as articulações e tendões, o que pode causar uma inflamação. Por isso é que é tão importante haver uma progressão nos exercícios.

2 – Postura incorreta

Quem permanece muito tempo sentado com posturas incorretas pode forçar a coluna e causar uma sobrecarga. Isso acaba por causar mais atrito e até mesmo uma lesão de tendão.

3 – Falta de alongamentos

O alongamento é uma etapa bastante importante para quem pratica atividades físicas. Porém, muitos não lhe dão a devida importância.

Realizar alongamentos no dia-a-dia ou durante o exercício físico pode ser uma solução. Porque ao alongar liberta as tensões dos tendões, evitando tendinites.

4 – Idade

Com o passar dos anos, é natural que os tendões fiquem suscetíveis a lesões. Isso ocorre essencialmente porque perdem elasticidade, o que aumenta as hipóteses de desenvolver tendinites.

Para evitar este tipo de situações é necessário ser acompanhado por um médico. E também é importante evitar movimentos repetitivos e praticar atividades que reforcem os músculos.

5 – Sobrepeso ou obesidade

O excesso de peso e a obesidade podem provocar uma grande sobrecarga no corpo. Consequentemente afeta os tendões que não são tão fortes ou maleáveis como os ossos e músculos.

Nestes casos manter uma dieta equilibrada e praticar atividades físicas são essenciais para a prevenção deste tipo de doença.

6 – Movimentos repetitivos

Esta é uma das principais causas da tendinite. Normalmente estão associados a necessidades de trabalho, como o uso de computadores, e são considerados uma causa mecânica.

Por isso é importante realizar pausas ou mudar de posição para evitar que o problema se desenvolva ou que piore.

Como é feito o tratamento?

O tratamento para tendinite pode ser feito através de antibióticos em conjunto com sessões de fisioterapia.

Os medicamentos utilizados têm o objetivo de aliviar as dores de forma imediata e reduzir o processo inflamatório. A imobilização do tendão afetado também pode ser recomendada, dependendo do caso.

A fisioterapia possui um papel muito importante no tratamento. Além de proporcionar alívio da dor, ajuda a fortalecer a musculatura da região afetada.

Estas medidas auxiliam a minimizar a perda de força pelo enfraquecimento do tendão no processo inflamatório. E também reduz as hipóteses de reincidência.

Agora que já conhece as causas da tendinite, fique atento aos seus hábitos do dia-a-dia. Procure um estilo de vida mais saudável com o propósito de evitar o aparecimento desta patologia dolorosa.