Quem é que deve fazer um treino personalizado?

Será que qualquer um pode decidir os seus exercícios? Em que situações se deve optar por um treino personalizado?

Basta uma rápida pesquisa na internet para encontrar vídeos e aplicações com diversos tipos de treinos. Alguns podem ser feitos em casa, sem precisar de muitos equipamentos para isso.

Mas muitas vezes acabamos por praticar os exercícios da forma errada e sem corresponder ao nosso estilo de vida. Este tipo de ação pode ter consequências graves para a saúde.

Neste artigo vamos abordar este tema, para que entenda os perigos de fazer os treinos sem supervisão profissional. E também iremos explicar a importância de ter os exercícios prescritos de acordo com as suas necessidades.

Treino Personalizado: Perceba a importância em praticar exercícios através de um plano especial

Seja qual for o seu objetivo, perda de peso, condicionamento físico, hipertrofia, entre outros, o acompanhamento de um profissional pode fazer com que o consiga alcançar mais rapidamente.

E o motivo é simples, o treino personalizado será elaborado exclusivamente para si, ajustado à sua rotina, estilo de vida e alimentação.

Infelizmente, muitas pessoas quando decidem praticar exercício, fazem as escolhas por conta própria. O que resulta em corridas, passeios grandes de bicicleta, exercícios de força, sem muitas vezes estarem preparadas para isso.

Isto pode fazer com que invés de beneficiar a saúde, provoque lesões criando prejuízos invés de benefícios.

Dito isso, este tipo de treino não é nada mais do que o desenvolvimento de um plano de exercícios tendo por base a necessidade do aluno.

Com os dados recolhidos, os exercícios serão passados de uma forma específica. Podem servir para:

  • Corrigir algum desvio postural
  • Aumentar a massa muscular
  • Diminuir o percentual de gordura
  • Melhorar a performance num determinado desporto

Veja a seguir a importância do treino personalizado para a saúde:

1 – Adaptação ao nível de aptidão física

Cada indivíduo tem o seu nível de preparação. Por isso, o treino deve ser adequado ao seu grau de condicionamento físico atual.

2 – Individualidade Biológica

Não existem pessoas iguais. Cada indivíduo apresenta diferenças físicas, bioquímicas, fisiológicas e funcionais. Esse é o motivo pelo qual não respondem da mesma forma à mesma carga de treino.

3 – Histórico de doenças

Lesões ao longo da vida, cirurgias, doenças e até os medicamentos usados são fatores a serem levados em consideração na hora da elaboração de um treino.

4 – Rotina e estilo de vida

Cada um tem a sua rotina diária, carga de trabalho, horas de sono, tipo de alimentação. Um bom treino leva estes fatores em consideração e por isso não pode ser simplesmente replicado.

5 – Acompanhamento constante

Além de ter um orientador para monitorizar os resultados regularmente, ganha um parceiro de treino. Isto torna-se num incentivo para não faltar e para manter-se focado.

6 – Reajustes periódicos

O acompanhamento profissional permite a execução correta dos exercícios e metodologias, prevenindo erros e lesões. Além disso, sempre que precisar mudar alguma coisa, o ajuste será feito da forma adequada.

Desta maneira, podemos dizer que este treino traz benefícios para qualquer pessoa que tenha a intenção de iniciar ou aprimorar as habilidades ao realizar uma atividade física.

Em suma, as orientações personalizadas vão ter em consideração os objetivos e as necessidades, de forma equilibrada e segura.

Daí a grande importância de ter um treino que seja personalizado. Uma vez que vai ser direcionado para o perfil de cada aluno, considerando fatores como:

  • Idade
  • Desenvolvimento motor
  • Compensações posturais
  • Logística
  • Desejos

É importante mencionar também a importância deste tipo de treino especialmente para quem sofre de alguma doença.

Caso o médico indique ou estipule a prática de atividades físicas, certamente será com limitações. Principalmente no caso de doenças pré-existentes.

Dessa forma, é imprescindível que o treinador físico, em conjunto com o profissional de saúde, oriente o aluno acerca das atividades mais seguras e indicadas.

Se está a pensar em iniciar a prática de exercício físico ou até já está a fazer, mas sem orientação, o ideal é investir num treino personalizado para assegurar a sua saúde.